Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wonder woman

"It´s impossible until you get it"

Wonder woman

"It´s impossible until you get it"

#leituras #trêslivrosnummês #opiniões #antisocial

Em menos de um mês li três livros, "como de água para chocolate" de Laura Esquivel, "escrito na água" de Paula Hawkins e "origem" de Dan Brown. Este último foi o que demorei mais tempo, demorei uma semana, mais concretamente 6 dias..

 

E agora vocês pensam, tal como os meus mais chegados pensam, "ela tem imenso tempo para ler!". Não! Não tenho... Eu tenho uma rotina agitada, nunca paro no mesmo sítio e nem todos os dias durmo na minha casa. Mas faço por ler. 

 

Se chego um pouco mais cedo ao trabalho aproveito os 15 minutos para ler, se vou a caminhar para o trabalho vou a ler ( sim consigo andar a ler, é a mesma coisa que se eu andasse a mexer no telemóvel como muitos), á noite troco a TV pelo livro (passo dias sem ver TV) e na hora de almoço passo o tempo todo a ler ( já nem se metem comigo). 

 

Tenho a capacidade de desligar e entranhar na história do livro, tenho sempre o switch On/off. E consigo estar numa multidão a ler, o ruído não me afecta.

 

Sou anti-social, e estou novamente a ignorar as restantes pessoas. Não tenho paciência, sempre os mesmo dramas, sempre os mesmos "diz que disse". Como prefiro manter à parte dessas coisas desligo-me e entro num livro. Enquanto leio não penso nos problemas, enquanto leio ninguém me chateia e enquanto estou lá enfiada no meio de uma história todo o mundo ao redor desaparece.

 

Portanto sim, leio três livros em menos de um mês e já comecei outro. 

Não há dinheiro que consiga fazer frente ao meu vicio portanto já ando com livros emprestados.

 

Sobre os livros:

-"Como de água para chocolate" não gostei, a história de uma novela mexicana é demasiado fantasiada para mim. A única coisa que gostei foi de ter as receitas no início de cada capítulo. 

Sinopse

Tita nasceu na cozinha da casa da família, quando sua mãe estava cortando cebolas. Logo em seguida, seu pai morreu de um ataque cardíaco ao ter sua paternidade questionada. Por essa razão, Tita tornou-se vítima de uma tradição local, que dizia que a filha mais nova não poderia casar para cuidar da mãe até a sua morte.

Ao crescer, Tita se apaixona por Pedro Muzquiz, que corresponde e quer casar com ela, mas a mãe da moça proíbe o casamento, e sugere que ele se case com Rosaura, a irmã dois anos mais velha de Tita. O rapaz aceita, pois esta é a única maneira de se manter perto de Tita.

 

-"Escrito na água": gostei bastante, é um thriller cheio de mistérios. A meio já desconfiava quem era o assansino mas eu sou demasiado perspicaz.

Sinopse:

 Nel vivia obcecada com as mortes no rio. O rio que atravessava aquela vila já levara a vida a demasiadas mulheres ao longo dos tempos, incluindo, recentemente, a melhor amiga da sua filha. Desde então, Nel vivia ainda mais determinada a encontrar respostas.

Agora, é ela que aparece morta. Sem vestígios de crime, tudo aponta para que Nel se tenha suicidado no rio. Mas poucos dias antes da sua morte, ela deixara uma mensagem à irmã, Jules, num tom de voz urgente e assustado. Estaria Nel a temer pela sua vida?

Que segredos escondem aquelas águas?Para descobrir a verdade, Jules ver-se-á forçada a enfrentar recordações e medos terríveis há muito submersos naquele rio de águas calmas, que a morte da irmã vem trazer à superfície.

 

-"Origem": darem-me um livro de Dan Brown é terem certeza absoluta de que vou gostar de algo. Eu adoro este autor, autor do meu livro preferido "Código da Vinci". O mistério, os puzzles, os porquês. E o Origem não desiludiu em nada, Dan Brown nunca desilude. Demoro mais tempo a ler porque quero ter atenção aos promenores.

 

 sinopse:

Bilbau, Espanha.
Robert Langdon, professor de simbologia e iconologia religiosa da universidade de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbau para assistir a um grandioso anúncio: a revelação da descoberta que «mudará para sempre o rosto da ciência.» O anfitrião dessa noite é Edmond Kirsch, bilionário e futurista de quarenta e dois anos cujas espantosas invenções de alta tecnologia e audazes previsões fizeram dele uma figura de renome a nível global. 

Kirsch, um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, duas décadas atrás, está prestes a revelar um incrível avanço científico… que irá responder a duas das perguntas mais fundamentais da existência humana. No início da noite, Langdon e várias centenas de outros convidados ficam fascinados com a apresentação tão original de Kirsch, e Langdon percebe que o anúncio do amigo será muito mais controverso do que ele imaginava. Mas aquela noite tão meticulosamente orquestrada não tardará a transformar-se num caos e a preciosa descoberta do futurista pode muito bem estar em vias de se perder para sempre.

Em pleno turbilhão de emoções e em perigo iminente, Langdon tenta desesperadamente fugir de Bilbau. Tem ao seu lado Ambra Vidal, a elegante diretora do Guggenheim que trabalhou com Kirsch na organização daquele provocador evento. Juntos, fogem para Barcelona, com a perigosa missão de localizarem a palavra-passe que os ajudará a desvendar o segredo de Kirsch.

Percorrendo os escuros corredores de história oculta e religião extremista, Langdon e Vidal têm de fugir de um inimigo atormentado que parece tudo saber e que parece até de alguma forma relacionado com o Palácio Real de Espanha… e que fará qualquer coisa para silenciar para sempre Edmond Kirsch.

Numa viagem marcada pela arte moderna e por símbolos enigmáticos, Langdon e Vidal vão descobrindo as pistas que acabarão por conduzi-los à chocante descoberta de Kirsch… e a uma verdade que até então nos tem escapado e que nos deixará sem fôlego.

 

Sejam felizes